Diário de Viagem: Orlando - Epcot

11:05

Dia 10: Eu sei que já falei isso várias vezes, mas esse foi um dos meus parques favoritos, meu maior sonho é poder viajar muito e conhecer o mundo, e esse parque pôde me dar uma prévia disso! Bom, ele é bem grande, com muita coisa pra fazer, por isso, o certo é reservar dois dias para conseguir aproveitá-lo com calma. Eu só fui um dia, mas se eu pudesse com certeza teria ido de novo.
Esse globo é o símbolo do parque, e fica logo na entrada. Dentro dele a uma atração muito legal, a Spaceship Earth, em que percorremos a história da comunicação. Ao final respondemos alguns perguntas e podemos ver a história da nossa vida. Também há algumas placas de concreto, em que quem quiser pode deixar registrado para sempre seu nome e foto.
Passei por esse lago e achei bonito, por isso registrei *-*
O Test Track é o brinquedo mais veloz da Disney, nele você anda em uma pista de corrida e pode personalizar o veículo como quiser. Apesar de parecer que é um brinquedo para homem, não é não, e eu adorei! Outra coisa muito legal é um local em que podemos experimentar refrigerantes de vários países, como Japão, África do Sul e Itália, os que eu mais gostei foram a Fanta de abacaxi da Grécia e de melão da Tailândia, (tem Guaraná Kuat, do Brasil hahaha). Também fomos a alguns outros brinquedos, mas eu não indico nenhum, porque são meio de criança e não tem muita graça. Tem um do Maicon Jackson que acabei dormindo de tão chato, então, ao não ser que você seja muito fã dele, não vá! Como tem muita coisa para fazer nesse parque, mais vale só ir nesses que eu comentei (que são ótimos) e depois ver os pavilhões dos países, que ao todo são 11.
O melhor desse parque é podermos conhecer diversas culturas, e em um lugar só. Além disso, o parque é impecável, cada detalhe pensado com muito cuidado. O primeiro que visitamos foi o México. Dentro há uma atração bem legal, na qual passeamos em um barquinho vendo coisas da cultura mexicana, bem divertido. Também há muitas coisas para comprar, e toda a decoração faz parecer que estamos no México mesmo. Depois fomos à Noruega que tem uma atração quase igual, além de roupas típicas e até chapéu Viking.
Em ordem: México, Itália, Japão, Noruega, China e Itália
Depois fomos até o pavilhão da China e tem MUITA coisa legal para comprar, sério! O mais legal é que se parece muito com os países, e até os vendedores são do local de origem. Tudo muito bem feito.  Na Itália havia vários perfumes, máscaras e até pizzaria. Como eu tenho muita vontade de ir à Itália, foi legal me sentir lá por alguns instantes.
Em ordem: Alemanha, Itália, Marrocos, Japão. México e China
Bom, aí também teve Alemanha, com muito chocolate, caramelo e cerveja. Japão, com doces super diferentes, e Marrocos, com roupas típicas e até lâmpada mágica!  Uma coisa legal é que toda vez que a gente ia a um pavilhão diferente, havia alguém para desenhar a bandeira do país em um bonequinho que eles dão, e isso acabou se tornando uma lembrança do parque. Até escrevem seu nome em Chinês, Japonês e Árabe hahaha.
Os países que eu estava mais ansiosa para visitar era o Canadá, a Inglaterra e a França, mas eles são os últimos e eu não sabia disso. Quando cheguei neles não tive muito tempo para olhar com calma, se eu fosse de novo com certeza faria o percurso ao contrário. Ainda assim, não pude deixar de tirar algumas fotos, na Inglaterra havia algumas cabines telefônicas vermelhas, e claro que eu tirei foto em uma delas!
Por último fomos a um simulador chamado Mission SPACE, ele da à sensação que você está indo para o espaço, é muito bom, a única coisa que eu não gostei é que acabei ficando enjoada e não consegui ir ao outro que era o Soarin, que simula um voo de asa delta sobre a Califórnia.

Espero que tenham gostado de mais um diário de viagem, e continuem acompanhando os próximos dias. Beijos! Clique aqui para ver o post do dia 09.

  • Share:

You Might Also Like

0 Comentários